terça-feira, abril 17, 2012

La mariposa de Bár...


..Ou garota dos olhos em chamas

Quando penso em você imagino o abraço perfeito, daqueles apertados capazes de trazer a bagagem de um mundo em um único ato. Tal quais os ursos em filmes de animação.

Pura ilusão minha acreditar que tu sejas uma menina sem assas, das quais a falta lhe manteria presa a uma única definição.

Gosto de imaginar que tu és como as borboletas de um vasto jardim... Por um lado livres e misteriosas e por outro o sabor risonho de um sonho de criança.

Como a bailarina que um dia vi passar por entre minhas nuvens e que em suas mãos carregava sandálias vermelhas vinho.

Misto de doce cativado e olhar distante... Menina e mulher transbordada pelos poros, ao qual somente a dose certa consegue decifrar.

Paixão, luxúria, amor...

Ou a escolha de tudo isto junto?


P.s: Falando em Bár, Ursa e outras coisinhas mais.. Já da para imaginar de quem eu estou falando (ou não, mas)... Da linda e cativante Barbara Farias (Pedra preciosa da mãe ursa; rs). E ainda digo mais: Texto inspirado e dedicado inteiramente a ela. Bjos e até... 

obs: Desculpem pelo titulo, não levo jeito com espanhol... 

2 comentários:

Babi Farias disse...

O que falar, Linosca? Eu inspirar alguém, ô dó! rs Brincadeira, mom. Sabia que já fui louca com borboletas? Acertou na escolha do título. E, aaaaaah, adorei o texto-homenagem (?).

"Como a bailarina que um dia vi passar por entre minhas nuvens e que em suas mãos carregava sandálias vermelhas vinho." Que trecho lindo! Fisgou exatamente minhas paixões. :D

Sabe que tenho carinho imenso por você, né, sua doida? Te amo, bichinha! Caçadora de papo.

Beijão.

Jéssica Guimarães disse...

Olá... estou seguindo o seu blog e gostaria de estar fazendo parceria com você. Aceita ?

beijus